jusbrasil.com.br
18 de Agosto de 2022

[Resumo] Informativo nº 1049/2022 do Supremo Tribunal Federal

BLOG Anna Cavalcante, Advogado
Publicado por BLOG Anna Cavalcante
há 4 meses

Olá, pessoal!

Mais um informativo de jurisprudências do STF está no ar!

Conheça a íntegra da Edição nº 1049 AQUI.

Abaixo, o resumo dos principais julgados da edição.

Abraços e até a próxima!

Plenário

DIREITO ADMINISTRATIVO – APOSENTADORIA: Inexigência de exercício por cinco anos na mesma classe para fins de cálculo de aposentadoria - RE 1322195/SP (Tema 1207 RG), relator Min. Luiz Fux, julgamento finalizado no Plenário Virtual em 1º.4.2021

Tese fixada: 40, § 1º, inciso III, da Constituição Federal, na redação da Emenda Constitucional 20/1998, e pelos artigos 6º da Emenda Constitucional 41/2003 e 3º da Emenda Constitucional 47/2005, não recomeça a contar pela alteração de classe.”

Resumo: Para a aposentadoria voluntária de servidor público, o prazo mínimo de cinco anos no cargo em que se der a aposentadoria refere-se ao cargo efetivo ocupado pelo servidor e não à classe na carreira alcançada mediante promoção.

Na hipótese, a promoção do servidor à classe posterior dentro do mesmo cargo não caracteriza provimento originário, mas sim derivado. Logo, quando a carreira for organizada em classes, o cálculo dos proventos deve ter por base a remuneração percebida na mesma classe ocupada quando da aposentadoria.

DIREITO CONSTITUCIONAL – COMPETÊNCIA LEGISLATIVA – DIREITO ADMINISTRATIVO – SERVIDOR PÚBLICO: Substituição de trabalhador privado em greve por servidor público - ADI 1164/DF, relator Min. Nunes Marques, julgamento virtual finalizado em 1º.4.2022 (sexta-feira), às 23:59

Resumo: Não há vício de iniciativa de lei na edição de norma de origem parlamentar que proíba a substituição de trabalhador privado em greve por servidor público.

No caso, ainda que a lei distrital impugnada, de iniciativa parlamentar, esteja voltada ao funcionamento da Administração Pública, ela não se sobrepõe ao campo de discricionariedade política que a CF reservou, com exclusividade, ao governador, no que toca a dispor sobre a organização administrativa.

Além disso, a norma revela-se harmônica com a CF, notadamente com os princípios do art. 37, caput, na medida em que permite a substituição nos estritos limites dos parâmetros federais aplicáveis.

DIREITO PROCESSUAL PENAL – COMPETÊNCIA POR PRERROGATIVA DE FUNÇÃO: Competência penal originária do STF e “mandatos cruzados” - Inq 4342 QO/PR, relator Min. Edson Fachin, julgamento virtual finalizado em 1º.4.2022 (sexta-feira), às 23:59

Resumo:

Uma vez presentes as balizas estabelecidas no julgamento da AP 937 QO, o foro por prerrogativa de função alcança os casos denominados “mandatos cruzados” de parlamentar federal, quando não houver interrupção ou término do mandato.

____________________

Referências:

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Informativo nº 1049/2022. Disponível em < https://www.stf.jus.br/arquivo/cms/informativoSTF/anexo/Informativo_PDF/Informativo_stf_1049.pdf >

____________________

Informações relacionadas

Rigonato Amorim e Almeida Advogados, Advogado
Notíciashá 4 meses

Contran regulamenta aplicação de multa por câmeras de vigilância

LGPD regras para Me e Epp.

Pardini Advogados , Advogado
Artigoshá 4 meses

Vigilante Particular Jornada 12 x 36 Horas Extras.

Contrarrazões - TJSP - Ação Indenização por Dano Material - Procedimento Comum Cível

Petição - TJMG - Ação Telefonia - [Cível] Procedimento Comum Cível - contra Telefonica Brasil e Mercadopago.Com Representacoes

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)